Rubens Lima

Um poeta que é apaixonado pelo que é e pelo que faz.

Textos


                     DONA ROSA


 
Eu criei meus oito filhos sozinha,
Sem marido em frágil condição.

Trabalhava fora o dia todo,
Para nunca lhes faltar o pão.
 

O mais velho lavava carros,
No estacionamento para me ajudar;
Mas nunca negligenciava
O horário de estudar.
 

Mas o tempo foi passando
E eu pude contemplar,
Cada um se realizando
Honestamente, no nosso lugar.
 

A vida não foi só de alegrias,
Mas eu não posso reclamar.
Tive uma filha ferida de morte,
Mas ela ficou para nos alegrar.
 

Nas reuniões em minha casa,
É meu momento de agradecer:
As vitórias de cada um dos meus filhos,
Vendo meus netos também crescer.
 

Tenho orgulho de todos os filhos,
Mas o primogênito é referência.
O que lavava carros no Banco do Brasil:
Hoje é Doutor, faz parte da Gerência!
 

Me conhecem por dona Rosa,
Sou moradora da "QNO",
Uma mulher que mesmo sozinha;
É feliz, por nunca ter sido só.




 
Rubens Lima
Enviado por Rubens Lima em 19/04/2017
Alterado em 13/01/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site "www.rubenspoeta.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras