Rubens Lima

Um poeta que é apaixonado pelo que é e pelo que faz.

Textos


               PRETO SIM, NEGRO NÃO!



"-Pretinho fica comigo..."

Assim ela me falou.
"-Não quero ficar sozinha,
Me amarro na sua cor..."
 

Se misturarmos as tintas,
Nascerá marrom bombom.
Sou preto, nunca fui negro.
Negro não rima, o preto tem som.
 

O café pretinho é bom,
O feijão preto também.
Se tenho uma grana preta,
É sinal que estou bem.
 

Eu sou preto, eu não sou negro.
Negro é maculação.
Quando os dias se fazem negros,
Não há paz no meu coração.
 
Quando a magia é negra,
Negra é a situação do refém.
A peste negra apavora,
Quando a fome é negra também.
 

O humor negro é triste,
Ser ovelha negra é pior.
Quem tem um passado negro,
Talvez não tenha um futuro melhor.
 

Negro não identifica,
O negro é agressivo.
O preto é elegância,
Negro é infeliz e maldito.
 


Nabby Clifford falou,
Com ele eu vou concordar:
"-Se o mundo está mudando,
Essa linguagem temos que mudar."



 
Rubens Lima
Enviado por Rubens Lima em 07/12/2017
Alterado em 11/03/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site "www.rubenspoeta.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras