Rubens Lima

Um poeta que é apaixonado pelo que é e pelo que faz.

Textos


               ELE É BONITO DE SE VER
 




 
Pela janela do meu quarto,
Ele insiste em entrar,
Desperta-me  e  aquece,
Faz o meu dia brilhar.
 

Quando a tarde se aproxima,
Ele é bonito de se ver,
É assim todos os dias,
Seu ritual de se esconder.
 

Na Catedral de Brasília,
Podemos reverenciar,
O ilustre criador:
O nosso eterno JK.
 

O céu de Brasília é lindo,
E lindo é o entardecer; 
Se faz bela a noite escura,
É divinal o alvorecer.  
 

Na ponte JK, do Lago Paranoá,
Eu passei pra te encontrar.
No Conjunto Nacional,
Onde tudo começou de forma natural.
 

O primeiro Hotel Brasília,
Detém o charme principal,
Permitindo aos seus hóspedes:
O Congresso Nacional.
 

Do Teatro Nacional,
Pude contemplar o céu,
Degustei ,na Rodoviária,
Caldo de cana com pastel.

 
Rubens Lima
Enviado por Rubens Lima em 09/01/2018
Alterado em 14/01/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site "www.rubenspoeta.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras