Rubens Lima

Um poeta que é apaixonado pelo que é e pelo que faz.

Textos


AQUI ESTAMOS É ADSUMUS!




A Marinha com medo
Dos traficantes no Rio?
Deve ser piada de pescador,
Que o tráfico, hoje, está comandando
Militares da Ilha do Governador.
 

Fuzileiros hoje, não andam fardados,
Nem a identidade  podem portar.
Armas pesadas, quem tem é bandido,
Não se ouve música, se ouve estampido.
Não está mais lindo aquele lugar.
 

Senhor comandante,
Desconhecemos o medo.
Saiba que somos Navais Fuzileiros.
Nós, nunca, fomos paisanos fardados.
Somos soldados; somos guerreiros.
 

Que borra é essa que está manchando,
A nossa histórica reputação?
O poste está mijando no cachorro,
Estão retirando o nosso arrojo:
Esteio da genuína naval formação.
 

Recebemos a missão que é da polícia:
De combater o tráfico e fazer prisões.
Porte de arma para defesa não temos,
Quem dá as ordens; dá as condições.
Não fomos forjados para ser vilões.
 

Somos elite da Marinha de Guerra,
Desvio de conduta não vamos aceitar.
Nem chamaremos de excelência,
Os que furtam a Nação e querem comandar
ADSUMUS! Aqui estamos, não conhecemos o recuar.





Hoje os comandantes não têm sangue no olho,
Comandam soldados de cabeça de papel.
Se não fazem faxina e não marcham direito,
São humilhados e também desencorajados,
Ficam presos e detidos dentro do quartel.


Quem domina as alturas comanda o terreno;
A arte da guerra temos que praticar.
O Estado brasileiro não sobe os morros,
Para levar educação, saúde e segurança
À sofrida população daquele lugar.


 
Rubens Lima
Enviado por Rubens Lima em 15/02/2018
Alterado em 10/03/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site "www.rubenspoeta.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras