Rubens Lima

Um poeta que é apaixonado pelo que é e pelo que faz.

Textos


                 SOMOS  CINQUENTA E DOIS POR CENTO






Cinquenta e dois por cento

Essa é a população
Que há pós quinhentos anos
Ainda está na escuridão.
 

Não somos respeitados
Por termos nascido iguais
A cor da nossa pele
É nociva nos tribunais.
 

Somos preconceituosos
Somos subservientes
Acomodamo-nos silentes
Na condição de delinquentes.
 

Só há um preto no Senado
Há poucos pretos Deputados
Houve um preto no Supremo
Que de lá foi expurgado.
 

Somos cinquenta e dois por cento
Maioria e dominada
Sobre o tronco vitalício
Com direito à chibatada.
  

Vote no irmão de cor
Estou falando do pretinho
Que igualmente competente
Não deve nada ao branquinho.
 

Somos domésticos e seguranças,
Jogadores e pagodeiros,
Nosso instrumento não é piano!
É berimbau, tambor e pandeiro.
 

São poucos pretos Generais,
Quase nenhum preto Almirante,
Brigadeiros pretos conta-se nos dedos
Ministro preto não há, e nunca houve antes.


Somos fortes e maioria

Vamos nos conscientizar
Vamos abrir essa porta
E nosso espaço ocupar.

 
Rubens Lima
Enviado por Rubens Lima em 11/09/2019
Alterado em 30/09/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site "www.rubenspoeta.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras