Rubens Lima

Um poeta que é apaixonado pelo que é e pelo que faz.

Textos


           NINGUÉM FAZ NADA SOZINHO





Indo para o Maanaim,
Um acidente fatal aconteceu.
E a companheira da minha juventude,
Grávida, o Senhor recolheu.
 
Na presença de Deus arrebatado,
Eu confesso, não queria voltar.
Pedi a Deus que ela voltasse,
Pros nossos filhos, então ela criar.
 
Deus tinha propósito em minha vida,
Então Ele, só a mim fez regressar.
E em 16 de dezembro de 2002,
Capacitou-me à CEEN,  edificar.
 
Sentindo o tempo delimitado,
Ainda tínhamos que trabalhar. 
Colocamos as mãos no arado,
Pois a noite não tardará chegar.
 
Cumprindo o que Deus me ordenara,
Criei meus filhos nos caminhos do Senhor.
Sozinho, 
eu não conseguiria,
E com você, Deus nos capacitou.
 
Senti no peito  o final do bom combate,
Com os amados,  eu me regozijei.
E no mesmo, dezesseis  de dezembro,
Aos braços do meu mestre,  voltei.

Permaneçam irmãos na caminhada,
Emquanto é dia, a noite não tardará chegar.
Ninguém faz nada sozinho,
O tempo é curto para vidas resgatar.

 
Ninguém faz nada sozinho!
Pr. Ademir Soares Lima.

 
Sinceramente, esta é uma das letras que eu não gostaria de ter escrito, mas não cabe a mim nem a nós questionarmos a vontade de Deus. Sei que o meu AMIGO e PASTOR Ademir, seguramente está na glória com o nosso único e suficiente Salvador Jesus Cristo. Todos que o conheciam, sabem, e é esta convicção que nos conforta e nos motiva a darmos continuidade à caminhada que ele iniciou aqui.
“Muita saudade!” - (RAL).

 
Rubens Lima
Enviado por Rubens Lima em 22/12/2015
Alterado em 11/03/2018


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras